Como a quarentena pode afetar a sua pele

Isolamento social? Oi?
Sim, todos nós fomos pegos desprevenidos com a chegada do Convid-19 e, com isso, não pudemos ter qualquer preparo emocional para estarmos em casa sem poder sair, em meio a um quadro caótico no mundo de medo e apreensão. E para quem me segue, tenho compartilhado em minhas redes sociais alguns pontos importantes para quem está enfrentando esse momento não deixar a peteca cair.

Ficar em casa é uma medida preventiva necessária para o cuidado de todos, pois dessa forma evitamos que o vírus se espalhe e aceleramos o processo de descontaminação. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo e sabemos que a situação tende a ficar ainda pior em tempos de isolamento social.

Toda essa situação pode afetar negativamente a nossa saúde física, incluindo a nossa pele. Mas então, como devemos nos cuidar em período de isolamento social?

Saúde Mental

O nosso estado emocional reflete diretamente em nossa saúde física e, consequentemente, em nossa pele. Então, é fundamental, em primeiro lugar, cuidar de nossa saúde emocional, uma vez que quando entramos em um nível de estresse existe liberação de adrenalina e cortisol. Essa alteração causa a aceleração dos batimentos cardíacos, dilatam as pupilas, aumentam a sudorese e os níveis de açúcar no sangue, reduzem a digestão, diminuem a libido e, por fim, reduz as defesas do organismo. Por outro lado, existem hormônios que, quando alterados, podem desencadear a depressão. Alguns afetam a comunicação cerebral e outros interferem na ação da serotonina (neurotransmissor relacionado à sensação de bem-estar).
Por isso, opte por uma mudança de comportamento que te ajudará a ter uma mudança de pensamentos. Procure ler um livro, cozinhar aquelas receitas que nunca temos tempo para fazer, pratique atividade física como ioga e exercícios aeróbios, procure conversar com alguém sobre suas emoções. Também, você pode procurar profissionais terapeutas, psicólogos e psiquiatras, pois eles são autorizados também a fazerem consultas onlines.

Saúde Física

Praticar atividade física é fundamental para a produção de hormônios importantes para o seu bem-estar, felicidade, satisfação e autoestima. Por isso, procure fazer aulas onlines – experimente também dançar, pois é um modo muito divertido e alegre de se exercitar.
Além disso, manter uma boa alimentação ingerindo frutas, legumes, verduras e proteínas e reduzir ao máximo o consumo de doces, carboidratos e alimentos processados, é fundamental nesta quarentena.
Em primeiro lugar, o que você come te afeta como um todo: desde o seu humor, ganho de peso até a sua pele. Por isso, a troca de alimentos que deixam a sua pele mais oleosa, por alimentos que ajudam em sua manutenção e regeneração, é a melhor dica que, como dermatologista, posso dar a vocês. Optem por sucos naturais de cenoura, laranja, acerola etc. no café da manhã e durante as pequenas pausas do dia. Para a noite, onde nosso metabolismo se torna muito lento, consuma sopas leves ricas em legumes e, de preferência, sem carboidratos, ou saladas acompanhadas de uma pequena porção de carne branca, como peixe e frango, são excelentes opções.

Use filtro solar em casa

Faça chuva ou faça sol, fique no computador ou na televisão, o uso diário do protetor solar é indispensável até mesmo dentro dentro de casa, pois as luzes artificiais (celular, TV, lâmpada e computador) emitem radiações que podem causar manchas, envelhecimento precoce e até câncer de pele. Aqui vai uma atenção especial às minhas pacientes que sofrem de melasma, pois essa luz é extremamente prejudicial e pode agravar ainda mais as manchas.

Rotina de Pele

A falta da rotina com procedimentos e cuidados com a pele pode piorar ainda mais o quadro e o aspecto da mesma. Neste caso, chamo a atenção das minhas pacientes que sofrem de acne, pois peles oleosas requerem cuidados especiais que devem ser mantidos como parte da rotina.
Mas, de um modo geral, aqui vai minha dica de rotina de pele – contudo, é importante procurar o seu médico, pois cada paciente deve ser avaliado e analisado como um quadro a parte.

Passo a passo da rotina de pele

Limpeza
Lave o rosto com o sabonete específico para o seu tipo de pele, indicado por seu dermatologista. Enxágue com água fria, até que todo o produto tenha sido removido.

Hidratação
Após a pele seca, aplique um hidratante facial – também indicado para o seu tipo específico de pele, através de movimentos circulares delicados, sempre ascendentes. Não se esqueça de massagear também a região do pescoço.

Tratamento específico
Aplique posteriormente o seu dermocosmético (como um anti-acne ou anti-rugas, por exemplo) receitado por seu dermatologista, seguindo os mesmos movimentos circulares delicados.

Proteção solar
Finalize a sua rotina aplicando o protetor solar, pois ele evitará com que o sol retire toda a hidratação e danifica a camada protetora natural de sua pele. Como já mencionei acima, o uso deste produto é indispensável e existem diversos produtos com texturas variadas para cada tipo de pele, evitando com que você sinta desconforto após a sua aplicação.

Dermocosméticos

O uso de dermocosméticos é muito importante quando falamos sobre a saúde da pele. Ao longo do dia e da noite, a sua pele precisa de cuidados diferentes.

Noturno
Nos cuidados noturno – seguindo aquele passo a passo acima, gosto de indicar o uso de dermocosméticos que possuem em sua composição Retinol ou Ácido Retinóico ou Ácido Glicólico, pois têm princípios ativos poderosos para ajudar não somente na hidratação de sua pele, como na renovação celular – ideal quando estamos dormindo.

Diurnos
Já nos cuidados diurnos, aconselho produtos que possuem vitamina C e Ácido Hialurônico, pois ajudam a manter a pele hidratada e protegida ao longo do dia, dando, também, maior sustentação a pele justamente por ser um hidratante natural.

Reforçando que você deve seguir as indicações de seu médico dermatologista.

Se precisar esclarecer alguma ajuda, o Whatsapp da Clínica está funcionando, então é só mandar mensagem no número (11) 99173-9798 ou também através redes sociais @dra_thaissapenteado ou www.facebook.com/clinica.thaissapenteado/.

Então é isso: keep calm and fique em casa!

Unhas fracas? Sinal de que está faltando alguma coisa!

Recebo muitas mensagens sobre o assunto no direct do Instagram (siga @dra_thaissapenteado que diariamente coloco uma dica, curiosidade ou informação sobre dermatologia), então, decidi reservar um tempinho desta semana para escrever a vocês, amigas e seguidoras, que sofrem com este problema. Porque, afinal de contas, ninguém merece aquela sensação de unha quebrada!

A primeira coisa que podemos começar esclarecendo é que é um problema muito comum entre as mulheres, mas que indica alguma anormalidade em seu organismo, ou seja, um desequilíbrio no mesmo.

Você sabia?

As unhas são formadas de queratina, sendo a grande responsável por seu crescimento. Contudo, para que elas cresçam saudáveis, é necessária uma grande variedade de vitaminas, aminoácidos e minerais.

Quais as causas?

O enfraquecimento das unhas é ocasionado devido à deficiência de vitaminas por má alimentação, fatores de doenças crônicas, como diabetes, anemia, alterações na tireoide e até ações do dia a dia que cooperam para o seu enfraquecimento. Isso é, podem ser provocadas por alterações hormonais, pós recuperação de procedimentos cirúrgicos ou enfermidades.

Quando o assunto é alimentação, as unhas frágeis podem ser sinal de deficiência de importantes compostos como cálcio, ferro, zinco, selênio, complexo B ou proteínas. Vale a pena você ficar atenta, pois este problema pode também estar relacionado a hipersensibilidade alimentar ou a uma alergia, uma vez que, neste caso, ocorre uma alteração da permeabilidade intestinal e, consequente, um déficit na absorção de nutrientes provenientes da alimentação

Sigam as dicas!
  •         Evite o uso constante de acetona e esmaltes à base de tolueno,
  •         Evite roer as unhas, o contato com microtraumatismos locais e a retirada completa das cutículas (elas são importantes pois têm a função de proteger e impedir a passagem de água e outras substâncias nocivas para dentro da matriz da unha);
  •         Fiquem atentas à umidade excessiva, pois pode ocasionar inflamações nas matrizes germinativas e interromper temporariamente o crescimento e desenvolvimento das unhas;
  •         Mantenha as cutículas bem cuidadas;
  •         Fique sem esmalte por volta de 10 dias no mês;
  •         Faça o uso diário de hidratantes para as mãos;
  •         Evite a exposição prolongada à água e a produtos químicos como detergentes e desinfetantes;
  •         Aumente o consumo de vitaminas, proteínas e minerais, através de alimentos como leite, ovo e vegetais escuros.
  •         E, por último mas não menos importante, como médica não recomendo em absoluto o consumo de suplementos vitamínicos ou outros medicamentos por conta própria. O auto-medicamento é perigoso e pode agravar ainda mais alguns casos.

Melasma

Você já se deparou com aquelas manchinhas escuras ou acastanhadas que começaram a aparecer na pele, principalmente nas maçãs do rosto, testa, nariz e no buço? Em geral, elas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo normalmente simétricas (iguais em ambos os lados).
Então fique atenta, pois pode ser melasma!

Causa

Não há uma causa definida para esta doença, mas muitas vezes está relacionada à uma predisposição genética, fatores hormonais – como uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez, à exposição solar (luz ultravioleta, também considerada o principal fator desencadeante) e à luz visível.

Tratamentos

As terapias disponíveis são o uso de medicamentos tópicos e procedimentos para o clareamento, como peelings e aplicações lasers, que visam clarear, estabilizar e impedir que o pigmento volte. O mais importante, é redobrar o uso de filtros solares como medida preventiva e protetiva, contra o grande vilão do Melasma: a radiação ultravioleta e a luz visível. 

É por isso que, nesta época do ano quando as incidências solares são muito maiores, é importante o paciente fazer o uso do protetor solar, roupas, chapéus, bonés, óculos escuros, sombrinhas e guarda-sóis, a fim de evitar o agravamento da doença e suas manifestações na pele. Essas medidas de proteção devem ser realizadas diariamente, mesmo em dias nublados ou chuvosos. 

Mas atenção! O melasma desenvolve-se também com a luz visível e os filtros solares comuns não protegem totalmente. Por isso é indicado associar à fotoproteção, filtros físicos de preferência com cores que protegem contra a mesma, com uma reaplicação de 2h em 2h durante todo o dia – inclusive os próprios pigmentos de maquiagem possuem essa vantagem de proteção contra a luz visível.

Os tratamentos devem ser realizados por um médico dermatologista, pois muitas vezes os pacientes que sofrem com melasma podem agravar a condição com um tratamento ou procedimento inadequado, ocorrendo uma piora considerável das manchas.  

Dezembro Laranja

Dezembro Laranja é uma ação da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele, cuja finalidade é conscientizar toda a população sobre o perigo da incidência solar – energia radiante emitida pelo Sol, especificamente aquela que é transmitida sob a forma de radiação electromagnética.

Eu, como médica dermatologista, levo comigo a responsabilidade diária de orientar, instruir e educar os meus pacientes sobre a seriedade deste assunto. Vamos entender um pouco melhor sobre este assunto?

O que é câncer de pele?

Este tipo de câncer é um tumor que atinge a pele e é causado principalmente pela exposição excessiva ao sol. Ele é o câncer mais frequente no Brasil e no mundo, sendo mais comum em pessoas com idade superior a 40 anos e é considerado raro em crianças e pessoas negras.

Quais os tipos de câncer da pele?

Carcinoma basocelular (CBC): Ele surge nas células basais, que se encontram na camada mais profunda da epiderme (a camada superior da pele), sendo o mais prevalente dentre todos os tipos. Os CBCs surgem mais comumente em regiões expostas ao sol, como face, orelhas, pescoço, couro cabeludo, ombros e costas. Podem desenvolver-se também nas áreas não expostas, ainda que seja mais raro.

Certas manifestações do CBC podem se assemelhar a lesões não cancerígenas, como eczema ou psoríase e o tipo mais encontrado é o CBC nódulo-ulcerativo, que se traduz como uma pápula vermelha, brilhosa, com uma crosta central, que pode sangrar com facilidade.

Este tipo de câncer tem baixa letalidade e pode ser curado em caso de detecção precoce. Em alguns casos, além da exposição ao sol, há outros fatores que desencadeiam seu surgimento e por isso é importante o acompanhamento de um médico especializado para diagnosticar e prescrever a opção de tratamento mais indicada.

 

Carcinoma espinocelular (CEC): É o segundo mais prevalente dentre todos os tipos de câncer e manifesta-se nas células escamosas, que constituem a maior parte das camadas superiores da pele. Ele pode desenvolver-se em todas as partes do corpo, embora seja mais comum nas áreas expostas ao sol, como orelhas, rosto, couro cabeludo, pescoço etc. 

Em geral, a pele nessas regiões apresenta sinais de dano solar, como enrugamento, mudanças na pigmentação e perda de elasticidade. O CEC é duas vezes mais frequente em homens do que em mulheres.

Assim como outros tipos de câncer da pele, a exposição excessiva ao sol é a principal causa do CEC, mas não a única. Alguns casos da doença estão associados a feridas crônicas e cicatrizes na pele, uso de drogas antirrejeição de órgãos transplantados e exposição a certos agentes químicos ou à radiação.

Normalmente, os CECs possuem coloração avermelhada e apresentam-se na forma de machucados ou feridas espessos e descamativos, que não cicatrizam e sangram ocasionalmente, podendo, também, ter aparência similar à das verrugas.

Melanoma: Este é o tipo menos frequente dentre todos os cânceres da pele e tem o pior prognóstico, com o maior índice de mortalidade. Embora o diagnóstico de melanoma normalmente traga medo e apreensão aos pacientes, as chances de cura são de mais de 90%, quando há detecção precoce da doença.

O melanoma, de modo geral, possui a aparência de uma pinta ou de um sinal na pele, em tons acastanhados ou enegrecidos. Porém, a “pinta” ou o “sinal”, mudam de cor, de formato e até de tamanho, podendo causar sangramento. Por isso, é importante observar frequentemente com atenção a própria pele e buscar imediatamente um dermatologista caso detecte qualquer lesão suspeita.

Essas lesões podem surgir em áreas difíceis de serem visualizadas pelo paciente, embora sejam mais comuns nas pernas, em mulheres e nos homens a região do tronco. O pescoço e rosto são áreas em comuns para ambos os sexos.

Então, conheça os sintomas mais evidentes que devem levantar o sinal de alerta!

  • Assimetria;
  • Bordas irregulares;
  • Coloração;
  • Diâmetro;
  • Coceira e sangramento;
  • Inflamação.

Essas informações não eliminam uma consulta clínica, em caso de dúvida marque uma consulta com um especialista rapidamente, pois somente um médico especializado pode fazer o diagnóstico correto. Fiquem atentos, pois uma lesão considerada “normal” para um leigo, pode ser suspeita para um médico.

Protetor Solar

 

Os efeitos dos raios solares e radiação ultravioleta (UV), podem ser devastadores para a nossa pele, uma vez que estes raios penetram profundamente na pele e provocam diversas alterações, como pintas, sardas, manchas, rugas etc.

O excesso de exposição solar pode causar também tumores benignos ou malignos, como o carcinoma basocelular, espinocelular e o melanoma. Em geral, a maioria dos casos de câncer de pele está relacionado à exposição solar, assim, todo o cuidado é pouco.

O que é?

 

Os fotoprotetores, conhecido popularmente como protetores solares ou filtros solares, são produtos capazes e responsáveis em prevenir os terríveis efeitos causados pela exposição solar, como o câncer da pele, envelhecimento precoce e queimadura solar.

Muitas pacientes perguntam qual é o fotoprotetor ideal a ser utilizado no dia a dia. Então sempre digo às minhas pacientes que o protetor solar deve ter amplo espectro, ou seja, ter boa absorção dos raios UVA e UVB, não ser irritante para o seu tipo de pele. É importante também que ele tenha certa resistência à água – para as mulheres, não manchar a roupa também é um excelente diferencial.

Tipos de Protetor Solar

Eles podem ser físicos, e/ou químicos ou orgânicos.

Os que são físicos, à base de dióxido de titânio e óxido de zinco, se depositam na camada mais superficial da pele, refletindo as radiações incidentes. Eles não eram bem aceitos antigamente pelo fato de deixarem a pele com uma tonalidade esbranquiçada, mas isso tem sido minimizado pela coloração de base de alguns produtos.

Já os filtros químicos funcionam como uma espécie de “esponja” dos raios ultravioletas, transformando-os em calor. Ele é o preferido pelas mulheres que desejam pegar uma corzinha e garantir uma marca de biquíni no verão.

Indicações

– Ao sair ao ar livre, evite uma longa exposição solar, ficando sempre na sombra, principalmente nos horários das 10h às 16h, devido a alta radiação UVB.

– Use sempre protetor solar com fator de proteção solar (FPS) 30 ou maior.

– Cubra a pele de seu corpo da exposição solar, como mangas de blusa longa, chapéus e bonés. – Os óculos escuros apropriados e que não causam danos a sua vista, também são boas opções contra raios intensos solares.

– Retoque sempre o seu protetor de 3h em 3h. Se estiver em local de alta exposição solar, o ideal é de 2h em 2h.

Não deixem de procurar o seu dermatologista para que, juntos, possam encontrar o melhor produto de proteção para a sua pele, ajustando-se às necessidades da mesma e alta cobertura de proteção.

A diferença entre raios UVA e UVB

Aproveitando o calor, não podia deixar de falar sobre os raios solares, uma vez que nesta época do ano temos uma grande incidência de absorção devido ao clima.

As dúvidas em meu consultório sobre a diferença entre estes raios são muitas e o esclarecimento irá ajudá-los a compreender até onde eles penetram em sua pele e como funcionam.

Basicamente o UVA e o UVB diferem-se na forma de penetração e na cor que deixam em nossa pele.

Raios UVA

Os raios UVA têm um comprimento de onda maior e por isso penetram até a nossa derme, ocasionando um aumento na produção de melanina na pele. Sua consequência é aquele famoso “bronzeado” com aquela tão desejada marquinha de biquini. Mas atenção! Eles são responsáveis pelo envelhecimento e pelo câncer de pele, por isso sou chata e exigente com minhas pacientes quando chegam em meu consultório com essas “marquinhas” que, aparentemente, parecem inocentes.

Raios UVB

Já os raios UVB possuem um comprimento de ondas menor e por isso eles chegam somente até a camada superficial da pele e deixam a pessoa parecendo um “camarãozinho”, causando vermelhidão e sensação de ardência. Ele pode provocar queimaduras e câncer de pele, além de ser responsável por alergias

Fica a dica!

É importante que vocês entendam que MELANINA é genético. Não adianta ficar exposta ao sol por horas, assando e forçando a sua pele a pegar aquela corzinha, pois isso é muito prejudicial a saúde.

Fiquem atentas que, em DIAS NUBLADOS também é indispensável o uso de protetor solar, pois vocês viram que os UVA ultrapassam até a nuvem e atingem o mais profundo de sua pele!
As roupas são as únicas que bloqueiam 100% a radiação, então não precisam passar protetor solar nas áreas cobertas pela vestimenta, mas abusem e usem nas áreas que ficarem expostas ao sol retocando sempre de 3h em 3h – se estiverem em contato direto com o sol, de 2h em 2h.

Vai curtir o calor? Então faça com responsabilidade.

Pele mais bonita e saudável? Mude seus hábitos!

Pense em sua agenda desta semana.
Pensou em todos os compromissos, datas e horários?

Bom, se alguém te dissesse que você ganhou R$50 e te pedisse para ir buscar, talvez você até pudesse sair 5 minutos mais cedo daquele compromisso e dar uma passadinha…
Mas, se alguém te dissesse que tem R$5.000,00 esperando por você?! Ai a história muda e COM CERTEZA algum evento seria remarcado, adiado ou cancelado e você DARIA UM JEITO de ir buscar o prêmio, não é?

Calma ai, respira fundo porque, infelizmente, não estou sabendo de nenhum prêmio do gênero. Essa só uma história que ouvi esta semana para refletir a respeito de prioridades em nossa vida, porque quando é possível, sabemos que conseguimos dar um jeito e fazer.

É por isso que, como dermatologista, este é sempre um assunto que trato com minhas pacientes no consultório: A sua saúde tem sido tratada como prioridade?

Confesso que nem preciso ouvir a resposta para saber a verdade. Basta examinar a pele, o quadro geral do paciente, relevando os históricos médicos, para averiguar com que grau de importância os cuidados diários com a pele têm sido levados a sério.

Então, este é um tema importante e merece alguns minutos da sua atenção.

Cuidar da pele, por que?

Por ser o maior órgão do corpo, a pele leva a importante função de proteger todos os outros órgãos. Como ela está sempre exposta ao ambiente externo, é necessária uma rotina de cuidados que ajudem a mantê-la saudável e protegida.

Cuidar da pele, como?

Costumo sempre dizer às minhas pacientes que existem 3 fatores imprescindíveis para manter a sua pele bem cuidada: Água, protetor solar e alimentação. Então, quando falamos do BÁSICO – reforço porque esses cuidados não param por aí – estamos falando também sobre pequenos detalhes que fazem toda a diferença no decorrer dos anos. Vamos dar uma espiadinha, inicialmente, nestes 3 itens?

Água
O primeiro ponto é que a pele humana é coberta pelo manto hidrolipídico, um composto de água e ácidos graxos que protege o corpo, sendo chamada de barreira protetora da pele. Assim, a ingestão da água ajuda a fortalecer essa camada, a manter a hidratação da pele, a diminuir as celulites e a combater o envelhecimento. Então, carregue a sua garrafinha e procure ingerir no mínimo 2L de água por dia.

Protetor Solar
Os efeitos dos raios solares e radiação ultravioleta (UV) podem ser devastadores para a nossa pele, uma vez que eles penetram profundamente a pele e provocam diversas alterações, como pintas, sardas, manchas, rugas etc.  Além do envelhecimento, a exposição excessiva dos raios solares também pode causar tumores benignos ou malignos, como o carcinoma basocelular, espinocelular e o melanoma. Em geral, a maioria dos casos de câncer de pele está relacionado à exposição solar, assim todo o cuidado é pouco.

Algo novo no mercado também, são os protetores com cores que, além da proteção contra a incidência solar, em sua composição possuem ativos que proporcionam uma proteção física para a pele, impedindo que a luz visível – presente em celulares, monitores de computador e lâmpadas – penetre e proporcione a formação de manchas e, em peles sensíveis, ocasione a piora do eritema, doença que causa vermelhidão tanto em uma área limitada quanto por todo o corpo.

Para evitar problemas, anotem essas diquinhas aqui:

– Ao sair ao ar livre, evite uma longa exposição solar, ficando sempre na sombra, principalmente entre nos horários das 10h às 16h, devido a alta radiação UVB.

– Use sempre protetor solar com fator de proteção solar (FPS) 30 ou maior.

– Cubra a pele de seu corpo da exposição solar, como mangas de blusa longa, chapéus e bonés. – Os óculos escuros apropriados e que não causam danos a sua vista, também são boas opções contra raios intensos solares.

Alimentação
Já ouviu dizer que você é aquilo que come, não é mesmo? A sua pele também.
Uma má alimentação pode provocar um desequilíbrio no funcionamento das glândulas sebáceas, deixando a sua pele com excesso de oleosidade.
Além disso, o consumo correto de nutrientes, vitaminas e fibras, deixam a sua pele mais viçosa e com um aspecto saudável.

Cuidar da pele, de que maneira?

Que tal um passo a passo para fazer aquela limpeza facial sem erro?

Limpeza
Lave o rosto com o sabonete específico para o seu tipo de pele, indicado por seu dermatologista. Enxágue com água fria, até que todo o produto tenha sido removido.

Hidratação
Após a pele seca, aplique um hidratante facial – também indicado para o seu tipo específico de pele, através de movimentos circulares delicados, sempre ascendentes. Não se esqueça de massagear também a região do pescoço.

Tratamento específico
Aplique posteriormente o seu dermocosmético (como um anti-acne ou anti-rugas, pof exemplo) receitado por seu dermatologista, seguindo mesmos movimentos circulares delicados.

Proteção solar
Finalize a sua rotina aplicando o protetor solar, pois ele evitará com que o sol retire toda a hidratação e danifique a camada protetora natural de sua pele. Mesmo em dias nublados, o uso deste produto é indispensável, lembrando que existem diversos tipos com texturas variadas para cada tipo de pele, evitando com que você sinta desconforto após a sua aplicação.

Maquiagem
Caso faça o uso de maquiagem, a mesma deverá ser realizada como procedimento final, uma vez que se aplicada na pele sem um agente de hidratação, os poros farão a absorção dos produtos químicos, podendo assim, ocasionar uma disfunção na produção de óleo pelas glândulas sebáceas através da obstrução dos orifícios da pele pela maquiagem, além de estimular também o envelhecimento cutâneo.

Cuidar da pele, com quais ativos?

O uso de dermocosméticos é muito importante quando falamos sobre a saúde da pele. Ao longo do dia e da noite, a sua pele precisa de cuidados diferentes, então anota ai!

Noturno
Nos cuidados noturno – seguindo aquele passo a passo acima, gosto de indicar o uso de dermocosméticos que possuem em sua composição Retinol ou Ácido Retinóico ou Ácido Glicólico, pois têm princípios ativos poderosos para ajudar não somente na hidratação de sua pele, como na renovação celular – ideal quando estamos dormindo.

Diurnos
Já nos cuidados diurnos, aconselho produtos que possuem vitamina C e Ácido Hialurônico, pois ajudam a manter a pele hidratada e protegida ao longo do dia, dando, também, maior sustentação a pele justamente por ser um hidratante natural.

Mas, lembrem-se: É importante que vocês procurem o seu ou a sua dermato, para que este profissional examine bem a sua pele, com todas as suas particularidades e indique o melhor produto.

Lembrando que os dermocosméticos indicados variam muito de acordo com a real necessidade de sua pele, como tipo (seca, oleosa ou mista), além da idade e do histórico.

Consultem o seu médico!

Cuidar da pele, quando?

Ao acordar e antes de dormir é sempre necessário dar uma manutenção na pele. Pela manhã, é importante retirar o excesso da oleosidade acumulado durante o sono e retirar possíveis resíduos de produtos aplicados anteriormente. Já pela noite, é importantíssimo limpar bem os poros de toda a poluição acumulada e absorvida pela pele no decorrer do dia.

Mas atenção, evite lavar e limpar muitas vezes a pele, pois isso pode remover a camada protetora da pele e, inclusive, aumentar a oleosidade.

Pele, sempre a longo prazo

O que mais acho importante reforçar sobre o assunto é que todo o cuidado que você pratica hoje em sua pele, colherá amanhã e poderá ver uma grande mudança no aspecto geral da mesma, inclusive, nas rugas e linhas de expressão. Apesar de ser um processo natural da vida, o envelhecimento pode ser retardado e combatido com uma boa rotina de cuidados com a pele.

O mais importante, é você procurar um profissional dermatologista de sua confiança, para que ele possa examinar a sua pele e te indicar os melhores tratamentos, complementando a sua rotina especificamente para as necessidades de sua pele.

Zye, a revolução na dermatologia

Tenho o prazer de dedicar esta edição para apresentá-los a uma tecnologia recém-chegada ao Brasil, que adquiri para a Clínica a fim de melhorar procedimentos não somente estéticos, mas também dermatológicos, oferecendo maior conforto e melhores resultados ao paciente.

O Zye é um novo aparelho que traz uma tecnologia com ampla gama de novos e exclusivos tratamentos devido às funcionalidades presentes em sua estrutura que permitem a associação de diversas outras tecnologias. O segredo dele é justamente esta combinação de procedimentos, que faz com que o tratamento seja intensificado, com ainda melhores resultados que só seriam possíveis com a conciliação de outros inúmeros procedimentos distintos.

Para que ele é indicado?

Esta tecnologia é indicada pela eficácia no tratamento de:

  • Rugas
  • Cicatrizes
  • Manchas na pele
  • Melasma
  • Flacidez
  • Onicomicose
  • Retirada de tatuagem
  • Rosácea
  • Vasinhos
  • Poros dilatados
  • Depilação a laser

Através das variáveis do aparelho, é possível tratarmos diversos problemas de uma única vez, em diversas regiões do corpo, como face, colo, pescoço, abdômen etc.

Por que é uma novidade para o mundo da estética e dermatologia?

Em geral, costumo dizer sempre aos meus pacientes que não existe apenas um procedimento que será capaz de oferecer a melhora e os resultados desejados, porque uma única tecnologia, na maioria das vezes, não consegue alcançar todas as camadas cutâneas necessárias para que o organismo reaja o necessário de maneira rápida, principalmente quando falamos sobre rejuvenescimento. Então, essa combinação estratégica de procedimentos estéticos é a forma mais eficaz de tratar os problemas e incômodos do paciente. O Zye se posicionou e conquistou sua fama no exterior, chegando ao Brasil justamente por este diferencial, tratando, de uma única vez, diversas imperfeições, distúrbios e doenças.

Por ser importante e uma tecnologia de uma empresa de renome internacional, bastante procurado por diversos profissionais e pacientes, nossa clínica conta com o 7º aparelho Zye do Brasil. Este é um privilégio para mim, médica dermatologista, não simplesmente por investir em uma nova aquisição e ser uma novidade, mas sim sobre se ter o melhor a oferecer para os meus pacientes, que já não precisarão recorrer a diversos tratamentos e sessões.

O frio e a pele

Dicas dermatológicas para cuidar de sua saúde no inverno.

Em nossa última edição, procurei deixar registrado aqui, ainda que de modo superficial quando comparado à realidade, minha paixão pela dermatologia. É fascinante pensar na pele sendo o maior órgão do corpo humano, com a responsabilidade de proteger, envolver e garantir grande parte das relações entre o meio interno e o externo – além, é claro, de atuar na defesa e colaborar com os demais órgãos para o bom funcionamento do organismo, no controle da temperatura corporal e na elaboração de metabólitos. E agora que chegou o inverno, decidi dedicar esta edição para trazer algumas orientações e informações dermatológicas importantes para ajudar e encorajar vocês, leitores, a terem maior cuidado com a saúde de sua pele nesta estação.

Com frequência, recebo em meu consultório, pacientes interessados em tratamentos para rejuvenescimento, como o preenchimento e Toxina Botulínica. Contudo, sempre reforço que  “o cuidado diário com a pele é a maior e melhor abordagem preventiva e eficaz para retardar o processo de envelhecimento natural da pele”.

Assim, em épocas como essa, onde ocorre a queda de temperatura, o cuidado é ainda mais imprescindível, visto que a nossa pele sofre ainda mais com as pequenas negligências diurnais.

Atenção à hidratação da pele!

No frio, é comum nos deleitarmos em longos banhos quentes como um forma de propiciar um maior relaxamento após um longo dia. Contudo, a água nesta temperatura é prejudicial, ainda mais quando associada ao uso da bucha, uma vez que destrói os lipídios que compõem o manto hidrolipídico – também conhecido como a barreira da pele, causando uma grande perda da água localizada nesta célula, responsável por manter a derme saudável e hidratada.

Como a sua pele já está sensibilizada pelo frio, o uso da bucha e da água quente causarão uma agressão ainda maior, podendo trazer sérios problemas à sua pele. Então, evite as buchas e água excessivamente quente nesta época do ano; opte por banhos mornos e procure lavar o rosto com a água em temperatura ambiente.

Para manter a sua pele hidratada, priorize por dermocosméticos com ação hidratante, com maior concentração de ceramidas, vitamina E, glicerina e ureia, além do uso de águas termais que são ricas em minerais que ajudam a manter a hidratação e a melhorar a umidade da pele. Em especial, atenção à pele corporal, pois costumamos nos esquecer dela. Então, procure aplicar cremes hidratantes em todo o corpo, garantindo um maior cuidado com a saúde cutânea.

O inverno, a melhor estação para realizar tratamentos de pele.

É nesta época do ano que gosto de iniciar os tratamentos de pele em minha clínica, uma vez que contamos com os fatores externos para intensificar os resultados – devido a menor absorção e exposição aos raios solares, como ocorre nas outras estações, onde a temperatura é mais elevada.

Os tratamentos mais indicados nesta época do ano.

Os procedimentos mais comuns nesta época do ano são para manchas de pele como melanose solar, manchas senis, melasma, cicatrizes e até mesmo para rejuvenescimento facial, sendo os mais indicados:

  • Laser de Erbium Fracionado
  • Radiofrequência Microagulhada
  • Peeling Químico
  • Luz Intensa Pulsada
  • Além de ácidos clareadores, prescritos para uso tópico.

Estes tratamentos podem ser realizados tanto na face quanto no dorso e braços, conforme o quadro clínico do paciente. Mas lembre-se: O sucesso de qualquer tratamento conta com a colaboração do paciente com os cuidados diários.

Cuide de sua pele com dedicação e persistência a fim de que isso se torne um hábito e você possa usufruir dos resultados a longo prazo. E lembre-se: A maior beleza é aquela cultivada com saúde. Procure o seu dermatologista.