Protetor Solar

 

Os efeitos dos raios solares e radiação ultravioleta (UV), podem ser devastadores para a nossa pele, uma vez que estes raios penetram profundamente na pele e provocam diversas alterações, como pintas, sardas, manchas, rugas etc.

O excesso de exposição solar pode causar também tumores benignos ou malignos, como o carcinoma basocelular, espinocelular e o melanoma. Em geral, a maioria dos casos de câncer de pele está relacionado à exposição solar, assim, todo o cuidado é pouco.

O que é?

 

Os fotoprotetores, conhecido popularmente como protetores solares ou filtros solares, são produtos capazes e responsáveis em prevenir os terríveis efeitos causados pela exposição solar, como o câncer da pele, envelhecimento precoce e queimadura solar.

Muitas pacientes perguntam qual é o fotoprotetor ideal a ser utilizado no dia a dia. Então sempre digo às minhas pacientes que o protetor solar deve ter amplo espectro, ou seja, ter boa absorção dos raios UVA e UVB, não ser irritante para o seu tipo de pele. É importante também que ele tenha certa resistência à água – para as mulheres, não manchar a roupa também é um excelente diferencial.

Tipos de Protetor Solar

Eles podem ser físicos, e/ou químicos ou orgânicos.

Os que são físicos, à base de dióxido de titânio e óxido de zinco, se depositam na camada mais superficial da pele, refletindo as radiações incidentes. Eles não eram bem aceitos antigamente pelo fato de deixarem a pele com uma tonalidade esbranquiçada, mas isso tem sido minimizado pela coloração de base de alguns produtos.

Já os filtros químicos funcionam como uma espécie de “esponja” dos raios ultravioletas, transformando-os em calor. Ele é o preferido pelas mulheres que desejam pegar uma corzinha e garantir uma marca de biquíni no verão.

Indicações

– Ao sair ao ar livre, evite uma longa exposição solar, ficando sempre na sombra, principalmente nos horários das 10h às 16h, devido a alta radiação UVB.

– Use sempre protetor solar com fator de proteção solar (FPS) 30 ou maior.

– Cubra a pele de seu corpo da exposição solar, como mangas de blusa longa, chapéus e bonés. – Os óculos escuros apropriados e que não causam danos a sua vista, também são boas opções contra raios intensos solares.

– Retoque sempre o seu protetor de 3h em 3h. Se estiver em local de alta exposição solar, o ideal é de 2h em 2h.

Não deixem de procurar o seu dermatologista para que, juntos, possam encontrar o melhor produto de proteção para a sua pele, ajustando-se às necessidades da mesma e alta cobertura de proteção.


Por Dra. Thaissa Penteado

Dermatologista associada da SBD.
CRM 120.792 – RQE 34115